Free JavaScripts provided
by The JavaScript Source

.: *♥*´¯`*.¸¸.*´¯`* Blog da Dri *´¯`*.¸¸.*´¯`*♥* :.






>

= = = = = = = = = = = = = = = = = = = =


Watashi!



Adriana Tomimoto
casada a 13 anos com José Luiz
filhos Luan de 7 anos
Danielle de 24 anos
Victor Hugo de 22 anos
Moro em Akashi-Japão
Gosto muito de fusar no PSP de viajar na net,assistir filmes, ler livros e escutar musica,fazer artesanato e croche ,gosto muito de conhecer novos lugares tbm.
Não gosto nem de mentira,muito menos de falsidade
Sou uma pessoa de genio forte,portanto muito dificil de levar
sou do tipo ama-me ou odeia-me.
Sou muito justa e muito sincera,o que se transforma em defeito.
Sou do signo de Sagitario,nascida em novembro no dia 27 do ano de 1968
Sou uma pessoa otimista,apesar das adversidades da vida.
Sou portadora de EM,pra quem não sabe,Esclerose Multipla é uma doença degenerativa do sistema nervoso central,o que muitas vezes por causa das dores e das dificuldades impostas pelo avanço da doença me deixa triste e depressiva.
Odeio ter que tomar injeções de interferon,mas faço por mim e pelos que me amam.
Tento me alegrar nos grupos que faço parte e agora fazendo blog,que é minha mais nova paixão.
Amo meu marido que é meu porto seguro é ele que aguenta minhas crises é meu heroi,meus filhos e minha Mãe,que pra mim é uma Santa que desceu na terra.
Falo Japones e portugues.
Adoro cantar,temos uma banda aqui no qual eu sou a vocalista,meu marido é o baixista, e meus compadres tocam guitarra e nossa banda se chama Sem Patria.
Adoro musica e é Rock sempre.


.:::: lugares que já visitei no Japão ::::.



.:::: Daigoji ::::.



.:::: Ninnaji ::::.



.:::: Kinkakuji ::::.



.:::: Kobe ::::.



.:::: Castelo de Himeji ::::.



.:::: Litle China Town em Kobe ::::.





by ¤ Adri ¤..®

.:::: Troquinha Aniversariante de Novembro ::::.



Photobucket

.:::: Ja inscritas ::::.
eu
Dora
Sandrinha
Ana Lubinta
Lena
Claudia
Sonia
Carla
Marta
Joana
Anabela

by ¤ Adri ¤..®

.:::: Comente ::::.


by ¤ Adri ¤..®


.:::: Link-me ::::.

linke-me



.:::: Awards ::::.

award



by ¤ Adri ¤..®
Photobucket
.::::A minha madrinha de blog::::.

Carla Valente
by ¤ Adri ¤..®
troquinha
.::::Troquinhas entre no link abaixo para conhecer::::.

Troquinhas e Dados para faze-las nesta outra pagina
by ¤ Adri ¤..®

.::::link das minhas amigas de troquinha::::.



Dora (amiga do coração)
Sonia
Ana
Helena
São
Carla
Ana Mafalda
Carmo
Diana
Claudia
Daniela
Club das troquinhas
Ticha
Marta
Suelen
Sissi
Lurdes
Alexa
Faty
Sandrinha
Anabela



by ¤ Adri ¤..®
velinha da Dora Velinha que minha querida amiga Dora acendeu para minha melhora e muitas outras amigas tbm acenderam.obrigada a todos pela imensa demonstracao de carinho.
by ¤ Adri ¤..®





by ¤ Adri ¤..®


by ¤ Adri ¤..®

.:::: Jikan ::::.


by ¤ Adri ¤..®

.:::: hinichi ::::.






by ¤ Adri ¤..®

.::::files::::.



by ¤ Adri ¤..®

.:::: Ongaku ::::.

MORRISSEY lyrics

by ¤ Adri ¤..®

.:::: News ::::.


.::::Campanhas e Concursos::::.


Photobucket


by ¤ Adri ¤..®

.::::Tomodachi::::.




by ¤ Adri ¤..®

.::::Awards e Premios que ganhei::::.





.:::: HTML por ::::.


.:::: Design by Adriana Tomimoto Copyright© 2006 by Adriana Tomimoto® Todos os direitos reservados. ::::.


.::::Blogando desde 17/02/2006::::.
Image provided by MySpaceRocks.com
Free Image Hosting
Image provided by MySpaceRocks.com
Free Image Hosting
carteirinha de socia Prizee: Juegos Gratis y Regalos!

= = = = = = = = = = = = = = = = = = = =


Que bom vc estar aqui!Estava esperando sua visita!Não esqueça de me deixar um recadinho e visitar a pagina de troquinhas!




Ola pessoal,tudo bom?
Vim trazer algumas curiosidades e receitinhas para este mes de namorados e festas juninhas,espero que aproveitem bastante.


Existem diferentes versões sobre a origem do dia dos namorados.

É bem provável que a festa dos namorados tenha sua origem em um festejo romano:
a Lupercália. Em Roma, lobos vagavam próximos às casas e um dos deuses do povo romano,
Lupercus, era invocado para manter os lobos distantes. Por essa razão, era oferecido um
festival em honra a Lupercus, no dia 15 de fevereiro. Nesse festival, era costume colocar
os nomes das meninas romanas escritos em pedaços de papel, que eram colocados em frascos.
Cada rapaz escolhia o seu papel e a menina escolhida deveria ser sua namorada naquele ano todo.

No Brasil, a gênese da data é menos romântica.
Alguns a atribuem a uma promoção pioneira da loja Clipper,
realizada em São Paulo em 1948. Outros dizem que o Dia dos Namorados
foi introduzido no Brasil, em 1950, pelo publicitário João Dória,
que criou um slogan de apelo comercial que dizia "não é só com beijos que se prova o amor".
A intenção de Dória era criar o equivalente brasileiro ao Valentine's Day -
o Dia dos Namorados realizado nos Estados Unidos.
É provável que o dia 12 de junho tenha sido a data escolhida
porque representa uma época em que o comércio de presentes não fica tão intenso.
A idéia funcionou tão bem para os comerciantes, que desde aquela época,
o Brasil inteiro comemora anualmente a data. Outra versão reverencia a véspera do dia
de Santo Antônio, o santo casamenteiro.

Festas juninas

Depois do Carnaval, o evento mais esperado do calendário brasileiro são as festas juninas, que animam todo o mês de junho com muita música caipira, quadrilhas, comidas e bebidas típicas em homenagem a três santos católicos: Santo Antônio, São João e São Pedro. Naturalmente, as festas juninas fazem parte das manifestações populares mais praticadas no Brasil. A festa junina é uma celebração tradicional brasileira. Em Portugal, essas festas são conhecidas pelo nome de Santos Populares e correspondem a diferentes feriados municipais: Santo Antônio, em Lisboa; São João, no Porto, em Braga e em Almada.

Herança portuguesa

A palavra folclore é formada dos termos ingleses folk (gente) e lore (sabedoria popular ou tradição) e significa “o conjunto das tradições, conhecimentos ou crenças populares expressas em provérbios, contos ou canções; ou estudo e conhecimento das tradições de um povo, expressas em suas lendas, crenças, canções e costumes. Como é do conhecimento geral, fomos descobertos pelos portugueses, povo de crença reconhecidamente católica. Suas tradições religiosas foram herdadas por nós e facilmente se incorporaram em nossas terras, conservando seu aspecto folclórico. Entretanto, não podemos nos esquecer de que o teor de tais festas oscila de região para região do País, especialmente no Norte e no Nordeste, onde o misticismo católico é mais acentuado. As mais tradicionais festas juninas do Brasil acontecem em Campina Grande (Paraíba) e Caruaru (Pernambuco). O espaço onde se reúnem todos os festejos do período é chamado de arraial. Geralmente é decorado com bandeirinhas de papel colorido, balões e palha de coqueiro. Nos arraiás acontecem as quadrilhas, os forrós, leilões, bingos e os casamentos caipiras.

Como surgiu a quadrilha de São João

Por volta de 1820, a quadrilha já era dançada no Brasil. O costume, vindo da Europa como dança aristocrática, trazia, porém, a influência de antigas danças folclóricas da Inglaterra, onde, desde 1815, já era dançada, sendo, entretanto, de origem francesa. Surgida na França no século XVIII, a quadrilha originalmente se resumia em seis passos, conhecidos na época como: pas d'éte, poule, pastourelle, pantalon, boulangère, terminando com o galop.

Veio para o Brasil pelas mãos dos mestres de orquestras de danças francesas. Por longo tempo, o “marcador” - nome dado ao elemento que, enumerando as suas diversas partes, determinava a realização da dança - orientava a mudança dos passos em francês. Começando com a leveza do “Caminho de Damas”, terminava com um galope que expressava toda a alegria dos pares que dançavam. Sendo uma dança eminentemente coletiva, sua perfeição se deve sempre ao equilíbrio dos movimentos, à atuação e ritmo quase sempre desenvolvido nos compassos binário e ternário.

Pertencendo inicialmente à classe aristocrática, a quadrilha começou a se popularizar. Sua aceitação invadiu a zona rural, apresentando grande identidade com os festejos juninos. Se na classe aristocrática a quadrilha era a parte mais alta nos festejos dos casamentos, quando os noivos eram os dançantes mais importantes, ao se popularizar ganhou noivos “de mentira”, para copiar uma festa que não era em essência sua, a começar pela língua que, determinada pela voz do marcador, ordenava as mudanças na evolução da dança.

Ainda restam algumas reminiscências do francês como: o “balancê”, o “anarriê” e o “anavantur”. Com a popularização das quadrilhas, muita coisa mudou nos trajes, nos calçados e no estilo marcado de dança. Assimilada por todo o País, a quadrilha passou a sofrer as influências regionais, daí surgindo muitas variantes: quadrilha caipira (São Paulo); saruê (corruptela de soirée) (Brasil Central); mana-chica (Rio de Janeiro); quadrilha (Sergipe). Em Aracaju, nota-se uma extraordinária modificação na quadrilha. Consideramos que as mudanças podem ser identificadas como ocorrendo mais fortemente na coreografia, nos trajes e na música.

fonte:http://www.irdeb.ba.gov.br/festasjuninas/origem.html

Santos do mes de junho.
Santo Antônio (13 de junho)
São João (24 de junho)
São Pedro (29 de junho)
São Paulo (29 de junho)
São Marçal (30 de Junho)

Receitinhas típicas de São João,que fazem sucesso o ano inteiro!!!


Doce de leite em pedaços



Ingredientes:

1 kg de açúcar
1 colher (chá) de bicarbonato de sódio
3 litros de leite integral

Modo de Preparo:
Misture em uma panela grande
3 litros de leite integral,
1 kg de açúcar e 1 colher (chá) de bicarbonato de sódio.
Leve para cozinhar e, assim que ferver, reduza o fogo.
Cozinhe por mais 3 horas e 45 minutos,
mexendo de vez em quando, ou até obter uma mistura cremosa.
Retire do fogo e continue a mexer até a massa começar a ficar opaca.
Espalhe a massa sobre uma superfície lisa e umedecida com água, na altura de 1,5 a 2 cm.
Em seguida, corte a massa ainda morna na forma de losangos.

Pamonha assada



Ingredientes:

10 espigas médias de milho verde
1 e 1/2 xícara (chá) de açúcar
1 e 1/2 xícara (chá) de manteiga
1/2 xícara (chá) de leite desnatado
1 colher (chá) de canela em pó
1 pitada de sal

Modo de Preparo:
Ligue o forno à temperatura média. Limpe as espigas de milho,
rale num ralador não muito fino (com cuidado para não atingir o sabugo),
aparando numa tigela. Com uma colher, raspe os sabugos e misture com o milho ralado.
Passe por uma peneira não muito fina, aparando em outra tigela.
Junte o açúcar e mexa até derreter. Reserve. Leve ao fogo uma panela
com a manteiga (reserve 1 colher de sopa), o leite, a canela e o sal até ferver.
Retire do fogo, despeje sobre a massa de milho e mexa muito bem até ficar
homogêneo (a manteiga não deve ficar separada da massa).
Unte uma assadeira de 23 cm x 33 cm com a manteiga e despeje a massa.
Leve ao forno por 40 minutos, ou até que enfiando um palito na pamonha ele saia limpo.
Retire do forno e, assim que amornar, corte em pedaços.


Ganhei este mimo da amiguinha do blog Mafaldinha bijoux,muito obrigada Ana pela lembrança e pelo carinho,o bloginho dela é otimo tem muitas novidades e troquinhas,aproveitem e passem por lá para conhece-la e fazer novas amizades.



bjks Dri


rabiscado pela Dri
Seu recadinho...aqui:
ou aqui:Comments:
= = = = = = = = = = = = = = = = = = = =

= = = = = = = = = = = = = = = = = = = =


links to this post